Yoga para crianças

A aula de yoga com crianças a partir de 4 anos tem como objetivo promover um ambiente acolhedor, em que de forma lúdica, leve e divertida, alguns aspectos são trabalhados, como por exemplo, força, coordenação, flexibilidade e também concentração, autoconfiança e consciência. Estudos desenvolvidos com crianças que praticam yoga demonstraram um aumento significativo da autoestima e diminuição dos problemas de disciplina, uma vez que o respeito a si próprio, ao outro e ao meio ambiente são trabalhados durante as aulas.

As atividades em uma prática de yoga para crianças são adaptadas ao mundo delas. Assim, é possível aprender, se divertir, conhecer mais o corpo e a respiração. Durante a aula, algumas técnicas e abordagens lúdico-pedagógicas podem ser utilizadas, como narração de contos, dramatizações, auto-massagem, visualizações criativas, entre outras.

Os asanas ou posturas corporais do yoga atuam nos vários sistemas do corpo, aumentam a vitalidade, promovem flexibilidade e tonificam músculos, glândulas e órgãos internos. Com as crianças, em geral, fábulas e histórias são narradas para ilustrar e guiar a aula, proporcionando assim uma atmosfera lúdica e atrativa para a criança. A fim de tornar a prática mais concreta para as crianças, os asanas são associados à elementos da natureza e é neste contexto que as histórias se desenvolvem.

Durante toda a prática as crianças são incentivadas a observar a sua própria respiração e, gradativamente, elas vão se tornando mais atentas e conscientes dos seus padrões respiratórios. A respiração é elemento crucial dentro da prática, uma vez que é ela quem conecta os corpos físico, emocional, mental e energético.

As aulas de yoga para crianças se configuram como uma oportunidade de trabalhar de forma lúdica e divertida alguns aspectos importantes no processo de desenvolvimento da criança, como o respeito a si mesmo, ao outro e ao ambiente que os cerca, a coordenação motora, consciência corporal, flexibilidade, controle da respiração e aquietamento da mente. Através de recursos e técnicas como músicas, contos, jogos, relaxamento, etc as crianças vão aprendendo, observando, explorando as suas potencialidades e aceitando alguns limites para que esteja mais integrada e segura no contexto social em que está inserida.